terça-feira, 1 de agosto de 2006

Ponte de Lima - IV

O rio Lima e a ponte que o atravessa são das imagens mais marcantes de Ponte de Lima.

A ponte é bastante antiga pois foi construída nos tempos de domínio romano da Península Ibéria.
Quando os soldados romanos se dirigiam para norte na Península, durante a sua conquista, algo de curioso aconteceu nas margens deste rio.
Comandadas por Decius Junius Brutus, as hostes romanas atingiram a margem esquerda do Lima, no ano 135 a. C. .
A beleza do lugar fê-las julgarem-se perante o lendário rio Letes, que apagava todas as lembranças da memória de quem o atravessasse. Por isso os soldados romanos negaram-se a atravessá-lo.
Então, empunhando o estandarte das águias de Roma, o comandante atravessou o rio e, já na outra margem, chamou cada soldado pelo seu nome.
Assim lhes provou não ser esse o rio do esquecimento.
O painel de azulejos, existente junto às margens do Lima, evoca esse episódio.

3 comentários:

Carlos Ponte disse...

Olá Tozé!
Sou da margem direita do "Lethes", não propriamente de Ponte de Lima, mas gostei de ler o seu post. É uma bela apologia da Vila que é bem bonita, diga-se em abono da verdade.
E quanto a "sabores" nem se fala!
Um abraço,
Carlos Ponte

citadinokane disse...

Tozé,
Entrei pelo blog do Carlos Ponte e acabei chegando aqui... Gostei de ler as informações históricas sobre o rio.
O Post que está abaixo sobre o pudim me deu água na boca.
Parabéns pelo blog.
Um abraço fraterno de além-mar,
Pedro

Tozé Franco disse...

Caros amigos Carlos e Pedro:
Muito obrigado pelas vossas palavras e pelo vosso incentivo.
Espero continuar a ter-vos por cá.
Um abraço para as margens do Lima e outro para o outro lado do Atlântico.
Tozé Franco