quinta-feira, 31 de agosto de 2006

Viana do Castelo - VI (Senhora da Agonia)

Cartaz das Festas
Traje de Noiva
Procissão do Mar
Desfile dos Cabeçudos
Com grande pena minha, não pude estar presente nas festas da Senhora da Agonia, em Viana do Castelo.
Esta cidade recebe, todos os anos, no mês de Agosto, uma das mais importantes romarias nacionais: as Festas da Senhora da Agonia, cujo culto remonta ao século XVIII.
Estas festas revestem-se de brilhantismo e de grande solenidade religiosa. As touradas, os fogos de artifício, as serenatas, os gigantones, os cabeçudos e as bandas de música animam as ruas da cidade e dão as boas-vindas aos forasteiros.
O apogeu desta festa é atingido nas tardes de sexta-feira, sábado e domingo, quando as procissões e os desfiles percorrem as ruas da cidade.
A tarde de Sábado é o momento mais ansiado pelos visitantes, pois é nessa altura que decorre o Cortejo Etnográfico. Durante o cortejo é possível apreciar os trajes tradicionais minhotos, onde a figura das noivas ganha grande importância, pois vão vestidas com os trajes tradicionais e ricamente ornamentadas com ouro e filigrana. Posso acrescentar que, na minha opinião, são os mais bonitos vestidos de noiva de Portugal.
Aproveitando a visita a Viana do Castelo é possível descobrir, ainda, a variada cozinha minhota. O polvo, o bacalhau, os peixes do rio, os mariscos são muito apreciados bem como a lampreia, sendo possível ver, nos meses de cheias, a sua captura recorrendo a um sistema conhecido como a fisga. Nas caenres os destaques vão para os enchidos, o sarrabulho, os rojões e outros pitéus deliciosos.
Só é pena que o colesterol não se compadeça com estas iguarias.
Bem, mas dias não são dias e atendendo à qualidade e diversidade das ementas, não podemos deixar os nossos créditos por mãos alheias.
Bom passeio e bom apetite.
Fotos retiradas do site: http://www.festas-agonia.com/

2 comentários:

Carlos Ponte disse...

Tozé,
Prestou um belo serviço à minha terra!
Concordo consigo, esta é uma bela cidade, mas fica muito melhor dito por um forasteiro do que por um autóctone. Se o fizesse estaria a ser juiz em causa própria.
Um abraço do Alto Minho,
Carlos Ponte

olho_azul disse...

Quando sugeri não sabia que já conhecia, por isso aceite a sugestão para repetir novamente!
E pelo que vi, visitou algumas das mais belas localidades do Alto Minho!
Sim, Caminha é terra de "ladrões" uma pequena rivalidade com a vila ao lado, Vila Praia de Âncora, foz do rio onde D. Raimundo (penso que não estou enganada no seu nome) atirou a sua mulher com uma pedra ao pescoço, como castigo pelo seu adultério.
Um abraço