sábado, 7 de outubro de 2006

Bom fim-de-semana!!!...

Madredeus - Haja o Que Houver (Come What May) (1997)

Ora aqui fica mais uma música para o fim-de-semana e um grande beijo de parabéns para a minha mãe que hoje faz anos.
Os Madredeus são excelentes representantes da alma portuguesa por esse mundo fora.
Esta é uma das minha músicas favoritas, até porque no Coro onde canto, a ensaiámos a 4 vozes para o casamento de uma pessoa amiga. A harmonização foi feita pelo nosso Maestro.
O contraste com a música que está na coluna da direita é fácil de explicar. Ambas fazem parte da minha vida.
Os Deep Purple era uma das minhas bandas preferidas quando era um teenager inconsciente. (Aqui que ninguém nos ouve ainda gosto muito hoje). Esta versão com alguns músicos dos Queen é fabulosa.
Os Madredeus já duma fase mais calma da minha vida, onde começamos a ter gostos muito mais abrangentes.
Bom fim-de-semana e acreditem que Sintra ainda é mais bonita com a música dos Madredeus.

6 comentários:

Badala disse...

Também adoro Sintra.

Mas tenho Coimbra no meu coração. É a minha terra. Foi lá que nasci e vivi até aos 23 anos. Estudei lá.
Agora por orça da situação vivo em Leiria.

Bom fim de semana.

Moura disse...

Parabéns à mãe do colega!
Um bom dia de aniversário e boas comezainas!
Abraço

Joao Vieira disse...

Caro Mestre Tó Zé,
Com que então o "jovem" gosta de Deep Purple...
e Madredeus...
Bom gosto!
Parabens à Mãe do Historiador e,
como diria Don Carlão:
"BOAS COMEZAINAS"...!
Boa Semana de trabalho.
Abraço

al cardoso disse...

Acredito que sim!

Espero que o seu fim de semana, tambem tenha sido bom.

redonda disse...

Gosto desta música. Passei para referir também que o "linkei" (hoje meti-me a fazer mais links para outros blogs e achei que devia prevenir os novos "linkados")
Um beijinho

manuel neves disse...

Viva!

Já nos contava histórias à mistura com os sabores da nossa terra, agora também nos dá música. Força aí, porque tudo o que emana daí é de muito boa qualidade e prazer.

Possívelmente já tarde, parabéns à Mãe e um abraço ao Pai, que relembro de um tempo muito anterior a este.

um Abraço fraterno
Cesar