quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Dicionário de Natal - letras H, I e J

Jesus - imagem do Sudário
Janus (origem do nome Janeiro)H/I

HISTÓRIA - Conto (ver em lenda).

IGREJA - Etimologicamente, a palavra Igreja significa "reunião", pois vem do grego Eclésia, nome dado à reunião de todos os cidadãos gregos, onde se tomavam as decisões políticas mais importantes para a Cidade-Esatdo de Atenas.
No Antigo Testamento, segundo a versão do setenta, indica ordinariamente reuniões consagrada à oração pública entre os Judeus, mas também se emprega no sentido de grupo, designando o povo de Israel como beneficiário da aliança divina. Pode ser entendido como o local onde se celebra a Missa ou como o conjunto dos Cristãos.

INCENSO - s.m. vapor adorante, substância resinosa, aromática, que se queima em actos religiosos, e que exala um odor característico.
Foi uma das prendas ofertadas pelos Reis Magos a Jesus Cristo.

INVERNO - É a mais fria das quatro estações do ano. Começa a 22 de Dezembro e acaba a 20 ou 21 de Março, é a estação mais curta de todas e dura cerca de 89 dias e duas horas, situando-se entre o Outono e a Primavera. Abrange o mês de Dezembro, no qual nasceu Jesus, a 25 desse mês.

ISRAEL - S. f. um dos nomes do povo judeu, descendente de Jacob; israelitas hebreus: Os Israelitas são os que se salvam, porque Israel quer dizer o que vê Deus.

J

JANEIRAS - São cânticos populares cantados durante o mês de Janeiro. Também se pode chamar Reisadas. Normalmente as pessoas cantam de porta em porta e esperam um donativo dos donos de casa. Muitas vezes cantei eu as Janeiras.

Ainda agora aqui cheguei
Logo pus meu pé na escada
Logo meu coração disse
Aqui mora gente honrada

Boas festas, boas festas
Boas festas vimos dar
Vimos cantar as Janeiras
Se os senhores as querem dar

Se os senhores as querem dar
Não estejam a demorar
Já é tarde, faz-se noite
Temos caminho p'ra andar

JANEIRO - É o 1º mês do ano. Foi assim chamado em honra de Janos, deus romano com duas cabeças, uma que olhava o futuro e outra o passado.
Antes dos Romanos, havia o calendário grego que tinha apenas 10 meses Júlio César decidiu reformá-lo, fazendo de Janeiro o 1.º mês do ano e de Fevereiro o 2.º. Já devem ter reparado que Setembro que é o décimo mês tem como raiz a palavra sete, Outubro, oito, Novembro o nove e Dezerembro o dez.
O 1.º dia de Janeiro é celebrado alegremente em muitos países do mundo. As pessoas desejam umas às outras as maiores felicidades.

JERUSALÉM - Capital da Palestina, Cidade Santa para Judeus, Cristãos e Muçulmanos. A cidade encerra importantes monumentos cristãos e muçulmanos.
Os primeiros, que a tornaram centro de peregrinação do mundo inteiro, recordam os principais passos da paixão e morte de Jesus. A Basílica do Santo Sepulcro dentro da qual se encontram o lugar do Calvário e o do túmulo do Senhor e a Cripta do achamento da Santa Cruz. Pelas ruas da cidade, os cristãos fazem a Via Sacra e visitam os vários Santuários, percorrendo o trajecto que Jesus teria seguido desde o Pretório de Pilatos até ao Calvário. Num monte, há um Mosteiro de freiras Carmelitas, chamado o Carmálo Pater, porque, segundo a tradição, Jesus teria ensinado naquele lugar o Pai Nosso; muito próxima, a chamada gruta do Credo, onde os Apóstolos teriam composto o símbolo da Fé, antes de se dispersarem. No alto do monte, venera-se o lugar da Ascensão, num pequeno Santuário que os muçulmanos transformaram em Mesquita. Na vertente oriental, ficava Betagé, de onde Jesus partiu para a entrada triunfal em Jerusalém, e Betânia, onde ressuscitou Lázaro.

JESUS - Filho de Deus nasceu, segundo os Evangelhos, em Belém e morreu cerca do ano 30 da nossa era cristã.
O mês e ano do nascimento de Jesus Cristo são incertos. A era vulgar, chamada de Cristo foi fixada no séc. VI por Fei Dionísio, o Exíguo, que atribuiu o Natal do ano de 754 depois da fundação de Roma. Cálculos recentes fixam a data no ano de 7 ou 6 a.C., certamente não depois do ano 5 a.C..
O cômputo das turmas sacerdotais a que se refere Lucas, faz supor que Jesus teria nascido no mês de Julho e não em Dezembro (lembrem-se que os pastores andavam no campo durante a noite).
A antiga data do solstício do Inverno foi intromissão mitraísta, na liturgia cristã, segundo alguns supõem.

JOSÉ - Esposo de Maria Santíssimo, pai putativo de Jesus Cristo. Da estirpe de David, filho de Jacob ou Heli. Trabalhava como operário (carpinteiro) em Nazaré. (ver S. José)

14 comentários:

Professorinha disse...

Eu adoro ler o teu alfabeto natalício!...

Fica bem

Sei que existes disse...

Aqui continua um interessante dicionário!
Desejo-te um Feliz Natal!
Beijo grande

Tozé Franco disse...

Cara Professorinha:
Ainda faltam algumas letras.
Ainda não é desta que acaba.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Sei que Existes:
Um grande bem-haja pela visita.
Um abraço e um Santo Natal.

Rui Caetano disse...

Aqui aprendemos muito. Obrigado e um bom Natal.

Fátima André disse...

Gostei de aqui passar. Parabéns pelo blog e, particularmente, pelo conteúdo muito rico. Voltarei para explorar.
Feliz Natal :)

Codinome Beija-Flor disse...

Eu já estava com saudade de pensar nas letras.

Para o " H" a "Humanidade", que precisa de tanta fé e esperançca.


Para o "I" a "Inspiração", para todos que tem o dom de escrever como você.

Para o "J" , " Jesus" sempre, mas também a " Juventude" que esteja em nós sempre.

Abraços

aminhapele disse...

Há sempre alguém que deseJa um Bom e Santo Natal.
Isto é um abraço.

al cardoso disse...

Mas que rico dicionario!
Ja pensou edita-lo?
Creio que faria bem.

Continuacao de Boas Festas e um abraco do d'Algodres.

Tozé Franco disse...

Caro Rui Caetano:
Obrigado pela visita.
Um Santo Natal.

Tozé Franco disse...

Cara Fátima:
É sempre bem vinda.
Votos de um feliz Natal.

Tozé Franco disse...

Amiga Beija-flor:
As usas sugestões têm sido uma mais valia para este humilde diconário.
Obrigado.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Caro A Minha Pele:
Há sempre alguém que resiste.
No que diz respeito ao Natal, quase que sou um resistente.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Caro AL:
Um grande abraço e desejos de Boas Festas.