domingo, 23 de dezembro de 2007

Dicionário de Natal - letra P


P

PAI NATAL - É costume dizer que há muitos séculos atrás, os vikings vestiam alguém que representasse o Inverno e recebiam-no tão bem quanto possível. Mais tarde, os Ingleses retomaram o costume. Mais tarde ainda, confundiu-se o Pai Natal original com São Nicolau, um santo bispo da cidade turca de Myra que era conhecido pelas suas generosas ofertas de presentes e pela protecção às crianças. Dessa mistura nasceu o Pai Natal.
O Pai Natal veste de vermelho porque os Bispos vestiriam de vermelho e assim, sendo o Pai Natal inspirado em São Nicolau, estava tudo explicado.
No entanto, a origem do vermelho é outra. A vestimenta do Pai Natal deve-se, nem mais nem menos, à Coca-Cola.
Há muito tempo atrás o Pai Natal vestia-se com uma grande variedade de cores e era representado a fumar um cachimbo de barro ou a beber vinho. Nos anos trinta, a Coca-Cola decidiu usar a figura do Pai Natal na sua publicidade de Inverno e contratou o artista Haddon Sundblom para lhe compor a imagem. Sundblom escolheu o vermelho e branco da Coca-Cola. Teve tanto sucesso que essa imagem foi a que passou a ser uniformemente divulgada.

PALHA - Haste seca de certas plantas, depois de despojada dos grãos, a qual tem muitos variados usos na indústria e serve de alimentação aos animais domésticos: palha de centeio, palha de trigo, palha de cevada.
Era em palha que estava deitado o menino JESUS depois de ter nascido.

PASSAS - são frutos secos, normalmente utilizado como aperitivo e na doçaria de Natal. Também na passagem do ano é costume comer-se doze passas. (ver frutos secos)

PASTORES - Grupos humanos cuja economia se baseia nos produtos de rebanhos, criados frequentemente em regime de nomadismo ou seminomadismo. Trata-se de uma espécie de domesticação e criação de animais.
Também os pastores foram ver o menino Jesus levando como presentes aquilo que produziam.

PAZ - Todo o género de«felicidade».
Paz é a reconciliação com Deus e com os homens. Isso acontece normalmente no Natal e, por isso, se diz que o Natal è tempo de paz.

PERU - s. m. Grande ave galinácea, originária da América, com plumagem bronzeada ou dourada, a qual, quando aberta, toma geralmente o feitio de leque.
Em Portugal é costume, a fim de tornar a carne do Peru menos insípida, pôr esta ave de molho em água com sal e rodelas de limão ou laranja na véspera de a assar. Há também quem o embebede com aguardente.
A fim de enriquecer esta ave cara, recheia-se-lhe o papo e frequentemente, a cavidade abdominal com um único ou dois recheios diferentes. Este enriquecimento resulta numa economia, pois o peru recheado dá para maior número de pessoas.

RECEITA:
Tempo de preparação: 45 minutos.
Tempo de cozedura: 2 horas e 30 minutos.

INGREDIENTES:
1 peru grande
150 g de manteiga ou margarina
50 g de toucinho
400 g de carne de porco
100 g de fiambre
150 g de presunto
200 g de miolo de pão
1,5 dl de leite
2 ovos inteiros
1 colher (de sopa) de pickles
1 colher (de sopa) de azeitonas
3 cenouras
2 cebolas
1 dente de alho
salsa, pimenta e sal
vinho branco.
Arranje o peru como habitualmente. Passe pela maquina o presunto, o toucinho, o fiambre, a carne de porco e os miúdos do peru.
À parte, pique uma cebola e coza-a brandamente com 1 colher (de sopa) de margarina. Junte às carnes picadas o alho, salsa, as azeitonas e os pickles picados. Adicione o miolo do pão amolecido no leite e na cenoura cozida e cortada em tiras. Junte os ovos inteiros e tempere com sal e pimenta. Recheie o papo do peru, cozendo-lhe, a pele com uma agulha e linha. Ate o peru e coloque-o num tabuleiro. Rege com a restante margarina derretida. Leve-a a assar no forno com a restante cebola, cenoura e salsa. A meio da cozedura borrife com vinho branco. Depois do peru assado, retire as linhas e sirva com forminhas de arroz, cenouras estufadas e agriões.

PINHAS - Fruto do pinheiro ou outras plantas coníferas ou pináceas, formada de escamas dispostas sobre um eixo e envolvendo uma ou mais sementes. É das pinhas do pinheiro manso que se obtém os pinhões usados na ceia do Natal.

PINHÕES - Semente do pinheiro-manso, cujo tegumento lenhoso recobre uma amêndoa saborosa, consumida em natureza ao em doçaria. O pinhão é uma fruta seca muito usada na doçaria de Natal.

PÓLO-NORTE - Cada um dos extremos do eixo de rotação da terra. Pólo frio. Ponto da terra onde se produzem as mínimas absolutas de temperatura.
É no Pólo-Norte que vive o Pai Natal. (ver Pai Natal)

PRESENTES - Quando gostamos de uma pessoa damos-lhe presentes. No Natal damos presentes, às pessoas para manifestar o nosso amor por elas, pois Jesus veio para anunciar uma mensagem de amor fraterno e de alegria.
Ao darmos um presente vai como que a nossa pessoa.
A data da oferta dos presentes não é a mesma em todos os países. Na Espanha, por exemplo, são entregues no dia 6 de Janeiro, simbolizando sobretudo as prendas que os Reis Magos deram ao Menino.
Em alguns países a entrega das prendas continua a fazer-se no dia de S. Nicolau, no dia 6 de Dezembro.
Desde há cerca de 10000 mil anos que os povos agricultores passaram a trocar presentes, normalmente excedentes alimentares, no solstício do Inverno, como forma de celebrar o facto de o Inverno já estar a meio e em breve regressarem os dias bons.
Como era um costume pagão, os cristãos tentaram sem êxito suprimi-lo. Como não conseguiram, converteram-no. No seu novo contexto, a oferta de presentes passou a simbolizar a entrega de oferendas ao menino Jesus pelos Reis Magos.

PRESÉPIO- O vocábulo presépio é de origem hebraica e significa a manjedoura dos animais. A palavra usava-se para significar também o curral.
O Evangelho de S. Lucas diz que Jesus nasceu num curral de animais.
Calcula-se que a representação do Presépio data no ano 380. É uma pintura que foi descoberta nas catacumbas, em Roma.
Foi porém Francisco de Assis que, a partir do ano 1223, criou o costume de se fazerem presépios. Ele resolveu fazer um presépio ao vivo, junto do qual se celebrou a Missa da meia noite (Missa do Galo).
No nosso país há presépios de um grande valor artístico, como os de Machado de Castro e de António Ferreira.

21 comentários:

Dad disse...

Muito interessante!

FELIZ NATAL

A COR DO MAR disse...

Desejo que o Pai Natal te traga mts prendinhas *

Boas Festas

Carlos Ponte disse...

Ainda sobre o peru: não devia ter deixado passar em branco o peru do Bush no Iraque, lembra-se?
Tozé, um feliz Natal e um óptimo 2008.

elsa nyny disse...

Olá!!

Faz tempo que não aparecia, mas hoje tive que deixar tudo e vir até cá! Vimn trazer-te todo o meu carinho e amor envoltos em paz!
Desejo-te um Natal maravilhoso junto de todos os teus familiares e amigos!!!
Beijinhos!!!


As coisas que por aqui se aprendem!!! :)

Codinome Beija-Flor disse...

para o "P" a PAz sempre e PROSPERIDADE e ainda PARABÉNS por seus post's tão criativos.
Abraços

al cardoso disse...

Continuo convencido que a ediccao deste dicionario em livro teria sucesso!

Um grande abraco e continuacao de "Boas Festas".

as-nunes disse...

Bom dia 24. Abri a zona de comentários a pensar numa sugestão do género da do al cardoso. Apoiado!
Quanto à questão do Pai Natal bem nos deixámos indrominar! Afinal, o que devíamos estar a comemorar era a Família, unida, o Menino, que depois o vamos acompanhando, ano após ano, incansavelmente, alguns de nós a desertar sem saber bem para onde, guiados pelo mero apelo do efémero, do "mar de rosas" (então não se vê que não existe mar de rosas?!)...
Um grande abraço e Um Feliz Natal, caro amigo Tozé.
António

ManuelNeves disse...

Viva!

Pois... mais uma "aula"... a aula dos P's.

Por mais que queira o tempo corre mais depressa do que eu, não me deixando muito tempo para a blogosfera. Contudo, não posso deixar de lhe desejar a si e todos quantos mais ama um Feliz Natal, com muita Saúde, Paz e Alegria.

Um Fraterno Abraço
Cesar

Charroco disse...

Feliz Natal com muita saúde .
Áh,e um menino Jasus muito generoso .

Tozé Franco disse...

Dad:
Obrigado.
Bom NAtal.

Tozé Franco disse...

A Cor do Mar:
Muitas prendas também para ti.
Um Bom Natal.

Tozé Franco disse...

Caro Carlos:
Coitado do Bush, ou antes, coitados de nós...
Um abraço e bom Natal.

Tozé Franco disse...

Cara Elsa:
Um Santo NAtal para si e para os seus.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Beija-flor:
A sua colaboração tem sido omprescindível.
Um Santo Natal.

Tozé Franco disse...

Caro AL:
Quanto ao livro,naõ me procupo. Basta-me os amigos que, por aqui, o vão lendo.
Um abraço e um Santo Natal (com neve e tudo).

Tozé Franco disse...

Caro António:
Desejo-lhe tudo de bom para si e para os seus.
Um Santo NAtal.

Tozé Franco disse...

Caro Manuel Neves:
Um Santo NAtal para si e para os seus.
Se for a Alvoco, faça-me chegar os mesmos votos para os seus pais.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Caro Carroco:
Um Santo NAtal para si.

MEU DOCE AMOR disse...

Um Santo Natal.

Beijinho doce

Mixikó disse...

Bela informação para relembrar...
passei para desejar um Feliz Natal

Maria disse...

e o teu presépio continua lindo.....

abraço