quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Sarrabulho





Dia 1 de Novembro.
Neste dia, aqui em casa, é tradição comer sarrabulho e febras.
Para provar o que estou a afirmar, nada melhor que ver as fotografias. Eu sei que são do ano passado mas a coisa tem uma explicação: mais uma vez a gula fez com que só me lembrasse das fotografias depois de ter comido e, por isso, tive que recorrer ao arquivo fotográfico. Deve ser o PDI (peso da idade) a pesar (passe a repetição!).
Para que conste o cardápio foi o seguinte:
negritos grelhados;
sarrabulho;
febras grelhadas;
vinho de Lamas (Miranda do Corvo)
etc, etc.
O cozinheiro foi o meu pai e pudemos compartilhar o repasto com uns amigos que já nos acompanham, há uns anos, nesta tarefa tão exigente.
Já me diziam que o blogue andava com poucos sabores. Espero ter reparado a falha.

10 comentários:

Mithrain disse...

E estava muito bom!!!

Maria disse...

De fazer crescer a água na boca....

Um abraço

Pitanga disse...

Que mal lhe pergunte: este queijo aí é da Serra, do picante?

Olha, declaro aqui que estes petiscos devem ser confiscados pela ASAE ( Associação dos Sem Alternativa para Experimentar)e pela PML (Por Morarem Longe)

Emilia disse...

Ummm... que visão deliciosa! Este blogue está cheio de sabores neste belo post!
Abraço e boas entradas em Novembro.

Mixikó disse...

nham...nham...ummmmmmm

Cris Moreno disse...

hhhuuummmm...água na boca !

Quero vinho e beijos !

rsrs

aminhapele disse...

Porque não confesso?
Fiquei cheio de inveja!
Um abraço.

Teresa David disse...

Ai ai ai que até salivei, mas do mesmo mal me queixo eu, que já não posso comer destas coisas que adoro. Mas a minha figadeira está um pouco gorda exactamente por gostar destas comidas fortes, porque apesar de gostar mto de vinho, nos últimos anos tenho sido mto furgal na ingestão de bebidas.
Logo também me fico por comer com os olhos.
Bjs
TD

citadinokane disse...

Tozé,
Parece gosotoso, hein?!
Abraços,
Pedro

Codinome Beija-Flor disse...

Ai! Meu Deus!
Gula é pecado, mas deu uma vontade danada de saborear as imagens.
Abraços