terça-feira, 3 de abril de 2007

Semana Santa - Sevilha







Eis um dos motivos da ausência: uma pulada até Espanha, mais propriamente até Sevilha.
As fotos foram tiradas no Domingo de Ramos, durante as procissões que decorrem nas princiais ruas da parte antiga da cidade. No total havia nove procissões, cada um com mais de mil penitentes.
É impressonante como as Confrarias se mobilizam, organizando estas procissões, que se podem prolongar por mais de seis horas, percorrendo várias ruas e praças. Cada uma é composta por milhares de penitentes que vão distribuindo doces às crianças presentes em grande número nas bermas das ruas.
A quantidade de pessoas que assiste é enorme, bem como o barulho que se faz sentir. Muitas delas são atrídas pela movida que isto implica, pois vão deambulando de rua em rua, bebendo umas cañas e comendo umas tapas.
Todas as procissões terminam com um andor enorme, levado por mais de 80 penitentes, dos quais só se vêm os pés. É impressionante o sincronismo necessário para se movimentarem bem como para dar as curvas com o andor. Este, aliás, é um dos aspectos mais curiosos, pois obriga a parar a procissão visto ser uma manobra complicada. Quando a imagem dá a volta, todas as pessoas que assistem batem palmas.
Um último pormenor: toda a gente vem para a rua com os fatos domingueiros, parecendo que todos vão para um casamento. Apenas o gosto me merece algum reparo, pois situa-se, em muitos casos, entre o Zezé e o Toni da Conversa de Treta, para os homens e a Ágata para as mulheres. Mas, gostos não se discutem.
Posto isto, e embora a confusão seja imensa nesta ocasião, Sevilha vale sempre uma visita demorada.
Na última fota é visível a Torre da Giralda, junto à Catedral.

8 comentários:

aminhapele disse...

Bela opção Tozé.
Sevilha vale sempre a pena,menos quando temos que suportar os 45 graus!
Um abraço.

olho_azul disse...

Sevilha é muito bela!
As cerimónias da Semana Santa em Espanha são impressionantes, pelas pessoas, pela mobilização que implica, pela fé que demonstram. Nunca tive a oportunidade de assistir ao vivo, mas pelo que vou vendo na televisão é impressionante!

chanesco disse...

Caro Tozé

Vale que o cheiro a naftalina é absorvido pelo suave aroma a fresco destas excelentes fotos.

Abraço e Boa Pácoa

Pascoalita disse...

Belas fotos! Não conheço Sevilha, tomara conhecer o meu pais.

al cardoso disse...

Tenho visto reportagens sobre estas celebracoes em Sevilha e, tambem as considero um excelente cartaz turistico.
Quem sabe ainda um dia terei o mesmo prazer que o meu amigo, em estar presente pessoalmente.

Uma santa e feliz Pascoa, com um abraco d'Algodres.

Moura disse...

No ano passado estive por lá perto a ver algo semelhante e fiquei estupefacto com tanta devoção.
Eu também já estou de regresso...mas tinha uma carta que me estragou as férias (daqueles "amigos" do N.M...).
Um abraço

Carlos Ponte disse...

Como diria o outro, sorte a nossa que a fotografia ainda não tem cheiro. Estava a referir-me aos fatos domingueiros, claro.
Tozé, um abraço cá de cima,
Carlos Ponte

bettips disse...

Pois é, espanhóis todos exuberantes e crentes! Mas avançam e nós nem com procissões a S. Bento! Gostei da tua descrição, sempre "escorreita" ...Um reporter a sério e em quem se confia! Um grande abraço