quinta-feira, 20 de março de 2008

Estou de luto...

Estou de luto pelo ensino...
Estou de luto pelo futuro deste país....
Tenho vergonha por alguns alunos deste país...
Que jovens está este país a (des)educar?
Que futuro nos/lhes está reservado?
Os iluminados que defendem a ideia de a escola não poder transmitir valores são, também, responsáveis por isto. Os alunos devem descobrir os valores por si, defendem eles. Eis o resultado. O mito do Bom Selvagem, infelizmente, continua a prevalecer no pedagogês/eduquês que vai ditando a política educativa deste país.
Dêem as voltas que quiserem, mas o facto é que os valores até aqui dominantes, saíram de cena e agora é o vazio.
Desgraçado país que não respeita os professores, que não percebe a importância da escola. Mas da escola onde se aprende, onde estudar dá trabalho e exige esforço e não a da ideia peregrina que tudo se faz a brincar, desde a matemática às ciências... Tudo é divertimento.
Entendamo-nos: estudar exige esforço.
A seguir ao 25 de Abril a palavra autoridade foi riscada do dicionário. Mas coitado do país que confunde autoridade com autoritarismo. A autoridade é, e sempre será, necessária. Pena é que muitos a confundam com autoritarismo. Este sim detestável.
Felizmente, trabalho numa Escola com VALORES assumidos.

37 comentários:

paula disse...

Prof. Tozé
Não sendo professora, sou mãe e garanto-lhe que compreendo o seu estado de espírito neste momento. Também fiquei com a sensação de "o mundo está perdido, que valores são estes que os nossos jovens perseguem". Que futuro terão alunos como estes, que seres humanos serão eles no futuro?
Mas se aquilo que lhe vou dizer o fizer vestir de cinzento, aliviando o preto que lhe vai na alma, já fico com a sensação de dever de mãe cumprido e, de alguma forma, de educadora: a nossa escola e permita-me que lhe chame assim, ainda consegue transmitir valores que jamais se perderão no tempo e posso dizer-lhe que o senhor é, também, um dos resposáveis por isso. Senão, veja: o Pedro Sousa com a preciosa colaboração do Paulo Gonçalves fez um campo de férias no CAIC para as equipas de voleibol dos Infantis Masculinos e Iniciadas Femininas. 26 dos nossos jovens estão juntos há uma semana no CAIC e ontem conseguiram juntar 29 pais de ambas as equipas num treino de voleibol (porque amanhã o jogo é a sério e nós os "cotas" não queremos ficar mal vistos), 37 pais num jantar de confraternização e depois fizeram algo maravilhoso que nos tocou a todos - prepararam uma festa surpresa no átrio do pavilhão para comemorar o Dia do Pai. Foi algo inesquecível e que nos enche a alma, quando nos deparamos com um panorama tão negro neste nosso País.
O clima de solidariedade, de amizade, de união e de camaradagem a que assistimos entre míudos, pais, professor e colaborador foi tão grande, que só mesmo os valores transmitidos nesta escola por alguns consegue passar para fora dos muros, mas não passa, infelizmente, na televisão vezes sem conta como notícia principal de um telejornal.
Não sei se o deixei um pouco mais feliz, mas a minha intenção foi só essa. Esta deve ser a verdadeira razão da nossa vida: educar.
Já agora, aproveito para deixar um convite a um amigo que considero muito: amanhã, se tiver um tempinho, apareça com a família no CAIC e junte-se a este grupo na festa de encerramento do Campo de Férias, a partir das 09h30m. Garanto-lhe que a dor e o sentimento negro que lhe vai na alma vão ficar um pouco mais amenizados. Desculpe, estar a incomodá-lo mas não consegui deixar de o "confortar" de alguma forma.
Um grande abraço de uma mãe que muito o estima

Paula Sousa (Mãe da Joana e do Pintas Sousa)

Tozé Franco disse...

Cara Paula:
Felizmente a nossa escola, é uma excepção. O exemplo que nos traz mostra bem isso.
Quero agradecer-lhe as suas palavras e dizer-lhe que, infelizmente, não vou poder estar amanhã. Acredite que, em prensamento, estarei com todos os que nessa (a nossa) casa lutam para transmitir valores intemporais aos nossos jovens.
Um abraço e desejos de uma Santa Páscoa.

Gata Verde disse...

Uma Páscoa muito feliz!!

Beijinhos

Chanesco disse...

Caro Tozé

Partilho da sua opinião.
A liberdade de Abril, que supostamente acabaria ao interferir com a liberdade de alguém, é uma farsa.
O respeito é um valor, mas é com a falta de respeito que os jovens de hoje parecem sentir-se valorizados.

Votos de boa Páscoa e um abraço

Maria disse...

Também fiquei chocada com o que vi na SIC.
Como é possível?
Que vai ser deste país com jovens assim?

Um abraço

Tiago Duarte disse...

Olá,
concordo plenamente, principalmente na parte dos

"Felizmente, trabalho numa Escola com VALORES assumidos"

Boa Páscoa! Tiago Duarte

Tozé Franco disse...

Olá Gata Verde.
Um feliz Páscoa para ti.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Chanesco.
Hoje o que está a dar é ser mal educado. É ser-se esperto no mau sentido.
Parece-me que o futuro dos que respeitam os outros está tramado.
Espero estar enganado.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Maria.
Também eu começo a temer pelo futuro. Vamos lá ver em que é que isto vai dar. Provavelmente em nada como é habitual.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Tiago.
Obrigado pela visita. Quanto à escola de valores é bom ouvi-lo de ti.
Desejos de uma Santa Páscoa para ti e para a tua família.
Um abraço.

rato do campo disse...

Fosse eu mais novo, e a ver se não fugia enquanto é tempo. Que é, aliás, o que os gajos do governo querem, que a malta debande da profissão para poupar dinheiro. Abraço, boa Páscoa.

aminhapele disse...

Pois!
As reacções a quente são boas,porque são sinceras e dizem tudo o que nos vai na alma.
Talvez não sejam "polìticamente correctas",mas são sãs.
Acredito que a escola seja uma transmissora de valores e,acima de tudo,responsável pela consolidação desses valores.
Mas os primeiros,e indispensáveis,transmissores de valores são os pais.
É tempo de acabar com a treta das famílias desestruturadas!
Não serão os pais,independentemente das políticas dos vários governos(sucessivamente desastrosos,a meu ver) que são os primeiros responsáveis?!
Como diz,e é verdade,a sua Escola é uma boa excepção.
Boa Páscoa.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Rato do Campo.
Se pudesse emigrava para o Canadá. Lá é proibido levar telemóveis para a escola. Aliás os filhos se querem telemóveis que trabalhem para os comprar. Conceitos diferentes de vida.
UM ABRAÇO

Tozé Franco disse...

Olá Aminhapele.
A família demite-se das suas obrigações e o Estado aproveita para tentar substitui-la. Veja-se a Educação Sexual.
O resultado é o que está à vista.
Um abraço.

aminhapele disse...

Apreciei!
"A família demite-se das suas obrigações e o Estado aproveita para tentar substitui-la".
Nunca tinha pensado nisso e é uma boa matéria para reflexão.
Um abraço.

Professorinha disse...

Eu tenho muita pena que não se faça algo que permita ao país ver que este tipo de atitudes não se pode admitir!!! Ainda vêm alguns dizer que a professora teve falta de bom senso ou sei lá o quê... Eu acho que a professora, pela idade que tem, nunca se viu assim confrontada!!! Para ela foi uma vergonha, daí nunca se ter sabido nada pela boca dela... É triste quando chegamos a este ponto...

Se esta aluna não é castigada exemplarmente, nunca mais seguraremos os alunos deste país!...

Boa Páscoa...

Professorinha disse...

Eu tenho muita pena que não se faça algo que permita ao país ver que este tipo de atitudes não se pode admitir!!! Ainda vêm alguns dizer que a professora teve falta de bom senso ou sei lá o quê... Eu acho que a professora, pela idade que tem, nunca se viu assim confrontada!!! Para ela foi uma vergonha, daí nunca se ter sabido nada pela boca dela... É triste quando chegamos a este ponto...

Se esta aluna não é castigada exemplarmente, nunca mais seguraremos os alunos deste país!...

Boa Páscoa...

Codinome Beija-Flor disse...

Meu Car Tozé,
Me uno ao seu luto.
O mundo cada vez mais tem MENOS " valores", estão acabando com nossos sonhos, com a nossa capacidade de pensar, tudo só gira em torno do poder, do ter e os "Valores" sõ são visto pelo $$$ (dinheiro, o quanto custa para se ter), estão tirando o saber, o conhecimento, a cultura, principalmente estão tirando a oportunidade de nossas crianças serem HUMANOS com sentimentos.
ra vc meu abraço com todo carinho e respeito.

Jofre Alves disse...

Uma cena absolutamente lamentável e deplorável, para a qual não temos adjectivos que cheguem. Não adianta tapar o sol com uma peneira e dizer coisas e loisas bonitas: hoje já é tarde para suster o trilho da degradação, pois o rápido já está em marcha acelerada e a situação vai degradar-se ainda mais, por incrível que isto parece. Fruto da moderna pedagogia (e demagogia) que uns “iluminados” congeminam quando têm profusa diarreia cerebral. Uma santa Páscoa e boa semana.

Tozé Franco disse...

Olá Aminhapele:
Há muito tempo que penso isso. Aliás veja-se a última legislação, a saída e a proposta, para se ter an noção que o Estado cada vez se mete mais na vida privada das pessoas.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Professorinha.
Espero que o castigo seja exemplar, a bem do ensino.
Na Inglaterra os pais também sofrem consequências, mas como nós só olhamos para a Finlândia!!!!
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Beija-flor.
As ideias peregrinas de que a escola não deve transmitir valores estão a resultar em pleno. Veja-se o que se passa com muitos dos nossos alunos. Infelizmente, à frente de muitos departamentos continuam pedagogos que nunca deram aulas. Esse é o problema.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Jofre:
Os iluminados continuam a mandar, infelizmente.
Gostave de os ver com uma turma nas mãos. Aliás muitos deles intitulam-se professores mas aulas deram muito poucas.
Um abraço.

Acordomar disse...

Compreendo-te muito bem Toze, a educação está muito triste :(

Passa bem esta Pascoa

Beijinhos*

Carlos Ponte disse...

Tozé, estou consigo! Entretanto, vamos fazendo o nosso melhor e, asim sendo, tal como diz a mãe lá de cima, o futuro será, tão só, cinzento.
Um abraço e uma boa Páscoa para si.

elsa nyny disse...

Hoje vim desejar-te uma Páscoa maravilhosa cheia de LUz, paz e amor de Jesus!

Beijinhossssssssssssssss

citadinokane disse...

Tozé,
Estou solidário com o teu luto, até já coloquei uma fita preta no braço. A nossa realidade do outro lado do Atlântico não é diferente, nós - os professores sabemos.
Uma boa Páscoa meu amigo!
Abraços,
Pedro

Shakadal disse...

See here or here

Cris Moreno disse...

Caramba, estou sem palavras, sinceridade, Tozé. Lamentável.

Beijos.
Feliz Páscoa.
Bom final de semana.

as-nunes disse...

Tozé
Conte com a minha solidariedade neste momento de luto.
Acrescentaria mesmo, neste momento de inadiável reflexão SÉRIA, sem ministrices saloias, que é imperioso, deixar que quem sabe de pedagogia é que deve definir as linhas de rumo do ensino em Portugal.
Assim, NÃO!...
Um abraço
António

Tozé Franco disse...

Olá Cor do Mar.
Boa Páscoa para ti.
Acho que estamos numa altura importante em que é preciso alterar algumas práticas a fim de assegurarmos um futuro condigno para todos nós.
A educação está de luto
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Carlos.
Espero que ainda vamosa tempo de ter outras cores, para além do cinzento.
Assim, como assim já basta o cinzentismo de algumas mnedidas.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Elsa.
Uma Páscoa cheia de paz e de amor é o meu desejo.
Jesus ressuscitou! Aleleuia! Aleleuia!
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Pedro.
Estou a ver (eu já desconfiava) que os +problemas são iguais em todo o lado.
Espero que ainda vamos a tempo de inverter a situação.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Cris.
Obrigado pela solidariedade.
O ensino (e a sociedade) está mal. ESperemos que a doença não seja incurável
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá António.
A educação tem andado em ebulição nos últimos 40 anos (desde Veiga Simão, anda no tempo da outra senhora).
Parece é que, sempre que pensamos ser impossível estar pior, há sempre algo que mostra que ainda não estávamos bem no fundo.
Esperemos para ver se a montanha não vai parir um rato.
Um abraço.

Flor disse...

Ola tozé
Estou de luto contigo
Pelos mesmos motivos e por muitos outros, aqui deste lado do atlântico tambem sofremos a falta de valores de uma sociedade, e nesta a escola como parte.
Fundamental seria uma reforma, de valores principalmente, mas onde buscar ajuda?
A familia infelizmente deixou para a escola a tarefa de eduacar.
Estamos desiludidos.
Aqueles que podem, realmente, tanto aqui quanto aí em Portugal procuram outros trabalhos, saem fora.
Está difícil ser professor. Aqui, e agora pelo que vejo, aí tambem.
Aqui os celulares em sala são tambem proibidos, mas quem obedece?
São poucos.

Abraços
Ah, estou sempre a te visitar, há mais de ano, pois sou amiga do António e sempre vejo teus comentarios la, entro e leio o teu blog... somente agora acho, resolvi mostrar meus pensamentos a ti, respondendo e comentando neste espaço!
Abraços