sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Desabafo

Ando chateado.
E isto porque tenho vindo a descobrir, ao longo dos tempos, a inutilidade dos burocratas, algo de que já desconfiava algum tempo.. Daquelas pessoas que, nunca tendo saído de um gabinete, tem sempre uma opinião a dar sobre tudo.
Eis alguns exemplos:
Estou farto de aturar "pedagogos" que me dizem como hei-de lidar com uma turma sem nunca terem tido uma à frente.
De alguns técnicos de saúde mental que me dão estratégias mirambolantes, esquecendo-se que, além daquele aluno, mais 27 na sala e não apenas um como na consulta.
Dos técnicos que sem sairem à rua, descobrem "ilegalidades" que, na realidade,estão à vista de toda a gente, mais de trinta anos, não vendo, no entanto, casas ao lado que estão em perigo de derrocada sem que alguém faça alguma coisa ou outras "ilegalidades" equivalentes por todo o lado. Deve ser a isto que se chama vista selectiva.
Já o Evangelho se refere a este tipo de pessoas, quando fala daqueles que vêm o cisco no olho da pesssoa com quem estão a falar, mas não vêem a trave que têm no seu.
P.S.: Um dia destes vou ser mais explícito e aproveito para, com a embalagem, vos explicar porque faço questão de escrever "" em negrito.
Um abraço e passem bem. Bom fim-de-semana.

4 comentários:

aminhapele disse...

Cá me parecia que o momento iria chegar!
Com a mimha bengala,ajudá-lo-ei sem qualquer problema.
Pelo menos,até se partir,trabalhará com gosto.

Nuno disse...

Quanto a isto, pouco podemos fazer para além de protestar e reclamar. Mas para já, não me vou alongar mais. Vou esperar pelo post mais esclarecedor que vais publicar.

Um abraço,
Nuno.

Nuno disse...

Tozé, tens um pequeno desafio no meu blogue.

Um abraço,
Nuno.

as-nunes disse...

Ele há coisas que nos põem a cismar nas tropelias com que nos atrapalham a vida. Desnecessariamente. De forma contraproducente. ;
Mais valera estarem quietinhos e sossegados nos seus gabinetes a lançar aviões de papel.

Eram mais úteis à sociedade, dentro da sua imbecilidade.

Um abraço, Toze
António