domingo, 22 de novembro de 2009

Uma questão de janelas...

Contaram-se a seguinte história como verdadeira.

Numa cidade portuguesa, alguém queria abrir uma janela numa determinda fachada situada numa zona histórica.
Quando pensou pedir autorização camarária para o efeito, pois não queria ter qualquer problema legal com a obra, alguém o aconselhou a não o fazer nesse momento, pois seria liminarmente chumbada tal pretensão.
"Primeiro faça a obra" - disse-lhe esse alguém, acrescentando - "Disso, trata-se depois."
Assim fez. Abriu a janela num fim de semana e, na segunda-feira, parecia que ela sempre ali havia estado.
"Agora sim, podemos pedir autorização para... tapar a janela!" disse-lhe o amigo perante a sua incredulidade.
E assim fizeram: pediram autorização camarária para fechar a janela.
Passados uns meses, que estas coisas oficiais levam sempre o seu tempo, chegou a resposta camarária: O pedido para fechar/entaipar a janela fora liminarmente recusado, devido.... e seguia-se uma extensa enumeração de motivos e de artigos legais.
E assim se tornou legal uma janela ilegalmente aberta.
Será verdade? Vivendo em Portugal e conhecendo a sua realidade, sou levado a crer que sim.

9 comentários:

Maria disse...

Já ouvi isto contado na televisão, num programa dos Gato Fedorento....

Um abraço

Gata Verde disse...

Antes da tua conclusão estava a pensar nisso mesmo...povo xico-esperto!

beijinhos e boa semana

Joaquim Baptista disse...

Eu acredito numa coisa destas, piamente

Dulce disse...

São esses os tais meandros da lei. Aquém ou além mar, tão parecidos... rs
Um abraço

Pitanga Doce disse...

Isto me lembra a marquise que o Ricardo Pereira queria fechar. E o conselho foi esse. Então é assim que funciona, viste? hehehehe

Professorinha disse...

Já conhecia esta história... um bom exemplo do nosso Portugal!

Clarice disse...

Para vencer um adversário do porte da burocracia burra, tem que usar as armas do inimigo, pois não?
Muito bom!
Abração.

aminhapele disse...

Vi hoje,que o seu poste está no "Cavalo Selvagem".

Marluce disse...

Essas histórias desafiam fronteiras! Acontecem aí e aqui! rs

A ousadia é uma grande aliada!



Gostei do postado!