sexta-feira, 4 de maio de 2007

Jardim da Manga

Continuando com a temática do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, vamos hoje falar do Jardim da Manga, assim chamado, segundo a tradição, pelo facto de D. João III, com certeza num dia de grande inspiração, o ter desenhado na manga do seu pelote.
Era, sem sombra de dúvidas, uma história bonita se tivesse algum fundamento.
Os Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, conhecidos como Crúzios, chamavam-lhe simplesmente Fonte da Manga.
Este era um dos dois claustros do Mosteiro de Santa Cruz (o outro é o Claustro do Silêncio) e que hoje se encontra aberto para a via pública (Rua Olímpio Nicolau Farnandes).
A sua traça deve-se a João de Ruão, famoso escultor de origem francesa, como o próprio nome indica, e é uma representação da Fonte da Vida que é Cristo, aqui simbolicamente representado pela água que sai do templete central e alimenta oito tanques agrupados dois a dois.
Nas fotografias vê-se Jardim da Manga na actualidade (1ª) e no tempo em que ainda estava de pé a Torre Sineira de Santa Cruz (2ª fotografia).
Embora em regime de self-service o Restaurante do Jardim da Manga é uma boa opção para uma refeição.

20 comentários:

Maria disse...

Mais uma viagem por Coimbra...
Parecem jardins diferentes...

Bom fim de semana

Ana Ramon disse...

Quando ando a passear pelas ruas de Coimbra, várias vezes páro frente a este jardim para o apreciar nas suas linhas estranhas (para mim). Foi interessante saber que se tratava de um claustro do Mosteiro de Santa Cruz. Para a próxima olharei para ele com outros olhos :))
Beijinhos

Cristina Seabra disse...

Obrigada (curioso, não sabia da história da manga nem do claustro agora aberto!) ainda estou de "quarentena" porq doem mto as patitas, mas leio tudo :-)
beijinhos

Nuno disse...

A espectacularidade do Jardim da Manga deve-se, realmente, à sua unicidade. É um jardim facilmente identificável!

Um abraço,
Nuno.

Sei que existes disse...

Mais uma informação interessante!
Beijinhos

Professora disse...

cada vez que aqui venho aprendo sempre algo de novo.
Obrigado

Cris disse...

Mangas...onde eu moro, no mês de dezembro, elas caem aos montes nas ruas...temos avenidas só de mangueiras.
Bonito o Jardim.
um beijo. Bom final de semana.

citadinokane disse...

Tozé,
Um bom final de semana, meu amigo.
Abraços,
Pedro

al cardoso disse...

Muito interessante, tambem notei na segunda fotografia que a caida torre sineira do mosteiro de Santa Cruz, tinha uma fundacao romanica portanto enquadrada na construcao original, o acrescento barroco foi feito muito mais tarde. foi pena que esse conjunto nao podesse tir sido salvo!!!

Um abraco amigo d'Algodres.

Cris disse...

Por que você não fala com a gente?

um beijo. bom domingo.

Tozé Franco disse...

Oi Cris.
Espero que passe um bom Domingo. Obrigado pelas visitas e pelas palavras de incentivo.

Caro AL:
É sempre um prazer ler os seus comentários. Realmente das origens românicas de Santa Cruz sobra pouco. Na Igrfeja são visíveis alguns arcos e pouco mais. Foi o que restou da Igreja orifinal.
PS: A lampreia estava uma maravilha, como pode ver, mas infelizmente não provar, pelas fotografias do Moura.

Pedro Nelito:
É bom ver que em Plutão sempre vai sobrando alm tempo para dar por aqui uma volta.

Cara Professora e companheira de profissão:
É com muito gosto que registo as seuas visitas. Já linkei o seu blogue.

Cara Sei Que Existes:
Obrigado pela visita e continuarei a passar pelo seu blogue.

Nuno:
Viva a música. ena os comentários não terem Dixieland...

CAra amiga Cristina:
É sempre com grande alegria que te vejo por aqui. Tenho um encomenda para te fazer chegar.

Ana Ramon:
Fico satisfeito que goste de passear em Coimbra. Espero que este humilde blogue lhe possibilite olhar algumas coisas de outo modo.

Maria:
Obrigado pela visita. Embora a 40 Km do mar, Coimbra também tem os seus encantos

Cris disse...

Caramba...que bom...agora sei que você existe...

um beijo

lurainbow disse...

Mais uma voltinha por a Cidade linda do meu sobrinho.Quando la voltar não me vou perder e vou saber contar ;)
Beijinhos e Boa semana de Trabalho

chanesco disse...

Belo monumento caro Tozé.

Remontando à época da sua construção, deve ter sido um projecto tão arrojado quão futurista.

Um abraço raiano

PS: Também gostei de o ver todo "pipi" em dia de festa.

Cristina Seabra disse...

Querido Tó Zé
o meu irmão acaba de sair daqui tocando-me nalgumas feridas que tenho tentado esquecer e que ninguém reolve por mim. Ir á luta às vezes não se afigura nada fácil. Curiosamente acabei por mergulhar no "refúgio" e de algum modo a reagir. Não encontrei o vídeo para aquela do "arranja-me um emprego" do Sérgio Godinho mas como tb não teria a quem o mandar!) fiquei bem mais alegre
ao encontrar uma pérola de que vais gostar muito- vai lá espreitar
VAI AO CORTEJO NA TERÇA FEIRA SIM VER A TUA HERDEIRA! ELA MERECE!
Boa semana pra todos (vou tentar ficar quieta mas duvido :(

GK disse...

Mais um GRANDE post!
Boa semana.

jpg - o sineiro disse...

Excelente, meu amigo1

Fico a conhecer cada vez melhor essa Coimbra dos amores!

Um abraço e uma boa semana.

pitanga disse...

Ah, mas porquê não descobri este blog antes? Coimbra é um sonho! Em todos os sentidos!

abraços de mãe de finalista.

pitanga disse...

Caso queira saber como começou toda a história vá ao Pitanga ver o post de hoje e entenderá.

abraços e COIMBRA SEMPRE!!!

bettips disse...

Tal como diz o nosso comum amigo da raia, também gostei de acrescentar à imagem das furnas (uma perdição de lugar...) o rapazinho sorridente e de cravo ao peito. Sobre Coimbra e o que nos trazes, ao lado está o encanto se tivermos olhos para ver. Como os teus. Obrigada e abraço