terça-feira, 27 de março de 2007

Ponte Rainha Santa




A 6 de Janeiro de 2000, o ministro Jorge Coelho consignava a construção da obra da Ponte Europa (nome da ponte por essa altura) afirmando, nos discursos da praxe, que o prazo previsto para a conclusão dobra era de 23 meses (700 dias) e o custo de 7 milhões de contos (35 milhões de euros).
Como sabemos, Einstein descobriu a relatividade e Portugal serve de exemplo claro para provar que a teoria é verdadeira. Não só o tempo é relativo quando se trata de obras públicas, pois os 23 meses (700 dias, que exactidão! Só falta mesmo os minutos!) transformaram-se quase no dobro, pois o tabuleiro construído a partir da margem esquerda não se encontrava, como era suposto, com o vindo da margem direita. O raciocínio devia estar correcto mas os cálculos pelos vistos não! Pormenores!... Como é de calcular (com raciocínio bem elaborado) os custos dispararam, como também é normal em obras portuguesas.
E, já agora, como também é normal, a culpa morreu solteira.
Isto faz parte do no fado e da nossa história pois, ao longo dos tempos, sempre assim aconteceu e alguns casos até se tornaram famosos como a Igreja de Santa Engrácia (actual Panteão Nacional) e as Capelas Imperfeitas da Batalha, famosas por nunca terem sido acabadas.
Mas, muitos euros e muitos meses depois, a ponte lá foi inaugurada tendo, antes disso, mudado de nome para Ponte Rainha Santa, que tem muito mais a ver com Coimbra.
É uma belíssima ponte, como podemos constatar na imagem, e dela tem-se um magnífica vista sobre Coimbra.

4 comentários:

Nuno disse...

Passo nessa ponte diversas vezes e posso assegurar que é uma ponte muito bonita. Pode ser que agora, com a abertura da nova avenida que vai dar à Portela, ainda a venha a utilizar mais vezes!

Um abraço,
Nuno.

Joao Vieira disse...

Caro Mestre,
Será que afinal realmente "VIDA EXTRATERRESTRE " ???
Se sim, qual será o aspecto de Coimbra vista do céu ?
E, segundo os franceses, parece que haverá mesmo vida "lá em cima"...!!!
(vide APOIO AO ESTUDO
Um Abraço

al cardoso disse...

Sem duvida o nome actual, tem muito mais que ver com a Coimbra dos doutores.

Um abraco d'Algodres.

PS: BEM HAJA PELO SITE.

ManuelNeves disse...

Viva!

Realmente a Ponte Rainha Santa, na sua beleza e elegância dignifica a cidade de Coimbra.

Quanto ao nome, pessoalmente gostaria antes que fosse... Ponte D. Dinis!
manias...

Um Abraço