quarta-feira, 14 de março de 2007

Pontes de Coimbra - A ponte do comboio (Choupal)



Ainda sou do tempo em que passavam comboios a vapor na Estação Velha (Coimbra B). A minha avó materna morava no Bairro Armando Cortez (Alto da Estação Velha) e eu passava aí umas temporadas nas férias e alguns fins-de-semana.
Muito gostava eu de ver os comboios, desde a da janela da sua sala de jantar e de jogar futebol num parque acimentado, junto ao sítio onde estavam paradas as caruagens do correio. Ainda havia comboio-correio nesse tempo.
Vem isto a propósito das fotografias da ponte do comboio existente no Choupal e que está integrada na linha do Norte, da qual eu tinha de saber todas as estações, na escola primária (dessa e de todas as outras). Como costumo dizer, no final da 4ª classe estava pronto para ir trabalhar para qualquer bilheteira da CP, pois não havia estação de caminhos-de-ferros que eu não conhecesse.
Obrigado Professora Alice, por me ter exigido isso, pois permitiu-me treinar a memória e aumentar os meus conhecimentos geográficos, contribuindo para aquilo que sou hoje. A exigência nunca fez mal a ninguém.
Voltando à ponte, gostaria de chamar a atenção para algumas curiosidades presentes nas fotografias:
  • O facto de o nível médio das águas do Mondego ser superior ao actual, por ainda não ter sido construído o açude-ponte, que baixou o nível das águas a jusante, matando milhares de árvores no Choupal, por as raízes não conseguirem atingir a água devido à idade da maioria das árvores.
  • Na 1ª e 3ª fotografias são visíveis comboios puxados por locomotivas a vapor.
  • Na 2ª foto é visível um estudante de capa e batina com um chapéu de chuva aberto, em claro desrespeito pela praxe académica que, na altura, proibia o uso de de tal adereço.
  • Na 3ª foto é visível uma lavadeira na zona do Choupal (margem direita do rio) e ainda, ao fundo, a silhueta de Coimbra e da Universidade.
  • Ainda não tinham sido alteadas as margens do Mondego, o que tornava mais fácil o acesso ao rio, permitindo, com grande facilidade, tomar aí umas banhocas e posso garantir-vos que foram muitas.

Já agora, não posso deixar de agradecer a todos aqueles que visitaram este blogue e que possibilitaram que, na postagem anterior, tenha sido ultrapassado o número 10 000 de visitantes.

Parabéns a todos, com um especial enfoque para todos aqueles que aqui têm deixado os seus comentários, que constituem um estímulo para continuar.

Um grande BEM-HAJA para todos.

14 comentários:

citadinokane disse...

Tozé,
És bom futebolista?! Jogavas muito ou pouco?
Abraços,
Pedro

Cátia disse...

Olá Tozé, venho retribuir a visita que fez ao meu cantinho. Espero poder contar com a sua presença outras vezes...

Fotos linda estas que apresenta, assim como a imagem que nos tranmite com o texto.

Parabens pelas 10000 visitas.

Um beijo

Maria disse...

Mais fotografias, mais imagens do país que às vezes não conhecemos tão bem quanto pensamos.

Tozé, valeu o esforço, valeu o tempo gasto, porque os mais de 10.000 visitantes (com ou sem comentários) agradeceram, com certeza.
Que seja um incentivo contínuo para ti...

Beijo

avelana disse...

gostei de recordar Coimbra...
um abraço e parabéns tb

Luisa disse...

Gostei muito de lembrar esta coimbra que não visitava há tanto tempo. É, realmente, uma cidade diferente com a Universidade, os estudantes, o Rui Mondego, o Choupal e, até, o Portugal dos Pequeninos (ainda existe?).
Aproveito para agradecer a visita ao meu blog. Será sempre um prazer ver-te lá embora ele ande devagarinho...

al cardoso disse...

Do Choupal ate a Lapa,
Foi Coimbra os meus amores....

Nao pude resistir.

Bem haja por divulgar a historia da cidade que adoro.

Um abraco da terra do Menano!!!

asn disse...

Ora aqui está uma reportagem como mandam os cânones.
Vamos todos ficar a conhecer pormenores de Coimbra antiga, que não estão facilmente ao alcande de todos.
Coimbra de "Partida pra Alfarelos!", do Rio Mondego e da Universidade!
Uma maravilha!
António

ju disse...

Bonitas e valiosas fotografias. Obrigada pela partilha.

Moura disse...

Parabéns! Sinto-me um pouco como o Verrochio perante Leonardo da Vinci, relativamente ao mundo da blogosfera, já que o aprendiz atingiu um nível de perfeição fantástico. A provar isso...as 10 mil visitas e a fidelização de centenas de apaixonados poe este belo Portugal e as suas curiosidades.
Um abraço

DairHilail disse...

passei...e está lindo...agora parto...virar minha ampulheta...

bettips disse...

Tozé, o gosto é nosso, Amigo. Aprender, aprender sempre. E com piada, tantas vezes! Abç

Vladimir disse...

Para si o que é o destino?

Professorinha disse...

Comboio também tinhamos aqui na nossa cidade jardim... mas tiraram-nos o prazer de o ver passar...

Nuno disse...

Tozé, não és tu quem tem que agradecer, somos nós, os visitantes, que devemos agradecer aquilo que escreves e aquilo que nos ensina, pois é isso que nos faz vir aqui! PARABÉNS!

Um abraço,
Nuno.