domingo, 1 de março de 2009

Sinais dos tempos

Hoje não me apetece escrever. Se o fizesse, acho que saía asneira.

Estou apreensivo.
Então não é que as Escolas com Ensino Secundário vão ter que distribuir, gratuitamente, preservativos aos seus alunos (do Secundário deduzo eu).
Se for como nos cafés, em que os mais velhos tiram cigarros nas máquinas para os mais novos, (nem imaginam as chatices que tenho tido com isso!) não sei como vai ser.
A não ser que tenhamos de acompanhar os alunos até eles os usarem (aos preservativos), não sei como vamos assegurar que não os dêem aos mais novos.
Acho bem que a Educação Sexual tenha lugar na Escola, como aliás já tem na maioria, mas sem pretensões a substituir a família e a tomar decisões por ela.
Aliás, um dia destes não sei para que serve a família: os miúdos vão passar 12 horas na Escola, têm aí Educação Sexual, etc. Se a estas 12 horas somarmos 8 de sono, já só sobarm 4 para a família. Como as novelas, incluindo os Morangos com Açúcar, duram mais do que isso, já estou a imaginar o que aí vem.
Eu não acredito no ditado "Quando não os consegues vencer, junta-te a eles!" e, por isso, acho que tem de haver outros caminhos.
É obrigatório, para bem do nosso futuro (e do deles), que haja outros caminhos....
Bem mas a ideia era não escrever e afinal não cumpri o prometido.
Passem bem.

Um conselho: Vejam os Monty Python no filme "Sentido da Vida" que, antecipando-se aos nossos deputados, criaram uma rábula fabulosa:
Numa aula prática de Educação Sexual, em que os professores bem se esforçavam em cima de um colchão numa demonstração prática da matéria estudada, os alunos estavam-se borrifando. Os que não respondiam às perguntas colocadas (nem a aula prática os motivava!), iam jogar rugby contra uma equipa de professores, onde eram massacrados, no sentido literal do termo.

12 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Sabe meu caro Tozé!
Eu acho que tudo está precoce demais.
Liberdade demais, sexo antes da hora, falta de amor, falta de entender o que é paixão.
Sensação de estapas puladas.
Não vejo mais os namoros de mãos dadas, da volta na pracinha, do beijo robado.
Não vejo mais as pessoas dizerem: "É meu namorado" - "estou apaixinado".
Agora é tal de "ficar, plegar, trocar, trepar".
Estou ficando velha demais.
Mas ainda acreditando no amor.
Abraços

Nuno disse...

Eu vejo a sociedade em que vivemos a degradar-se a cada dia que passa. :(

Um abraço,
Nuno.

Clarice disse...

Tema comUma fração de disciplina, outra de amor, quem sabe. Orientação é indispensável.
Ao meu filho, hoje casado não pedi licença. Quando ele era pré-adolescente, fui logo colocando meia dúzia de preservativos sobre a mesa, colei no guarda-roupas todas as orientações sobre AIDS. Adesivo bem escandaloso, que era pra ver sempre que abria a porta.
Boas conversas e aquele aviso antes de sair à noite: Não esqueças que podes fazer tudo, desde que arques coma as consequências!
Bom final de semana.

Clarice disse...

Desculpe, o início era "Tema complicado!"
Rato roeu...

Capriccio disse...

Infelizmente, há familias que não sabem lidar com os seus filhos adolescentes, não por mal, mas não sabem, por isso aparecem as filhas grávidas ou filhos que deixam grávidas as suas namoradas, talvez para essas familias seja preciso essas medidas, mas, fico chocada. Educação sexual dou eu em casa, na escola também concordo, mas sem essas medidas, nunca escondi nada a minha filha e ao meu filho sobre qualquer assunto e sempre com naturalidade no seu devido tempo e ocasião, não sei se da melhor maneira mas tento fazer sempre o meu melhor.
Abraço :)

Pitanga Doce disse...

Eu nem sei como responder a isto tudo sem parecer "antiguinha" mas esta história de sexo, já mete nojo, pá! Nos lugares mais remotos deste planeta aonde alcance um sinal de tv, não há um adolescente que não veja filmes e programas e novelas que SÓ FALEM EM SEXO! FALEM E FAÇAM! Toda a programação para esta faixa etária é voltada para isso. Não há mistério para ninguém. ELES SABEM o que estão fazendo, só não querem assumir os riscos e nem as consequências.

Ai que isto me dá uma canseira!

boa noite Tozé.

Tozé Franco disse...

Olá Beija-flor.
Também eu acho que, hoje, tudo é precoce.
Só de pendsar que no pré-escolar e nas creches já se celebra o dia dos namorados...
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Nuno.
Pois é. Substituirma-se os antigos valoes por quê? Pela ausência deles.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Clarice.
Penso que nunca houve tanta informação como hoje. O problema é usá-la e ser responsável.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Capriccio.Não me oponho a que haja na escola, como aliás já há, esducação sexual. Com esta legislação aí vêm mais papéis para preencher.
Não me parece que o Estado tenha o direito de substituir as famílias.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Pitanga.
Também eu já começo a ficar farto. Há informação com fartura, pena que não a ausem.
Um abraço.

Oui C'est Moi disse...

Olá Tozé, mas nós damos isso no primeiro período a Ciências Naturais - a transmissão da Vida. Não há nenhuma pergunta que eles me façam que eu não responda. Mas sabes, eles têm um comportamento inicialmente muito interessado, mas depois mudam de atitude. Mas o que eu vejo é que os pais não falam com eles sobre esse assunto, continuam a tratar o tema como se fosse tabu. Enfim, depois admiram-se das consequências.