domingo, 8 de março de 2009

Dia Internacional da Mulher


Recebemos um convite, aqui em casa, para participarmos nas comemorações do Dia Internacional da Mulher.
A iniciativa, levada a cabo por uma amiga de longa data, terá lugar no Café com Arte, pertencente a um amigo comum.
Tenho pena que haja um Dia Internacional da Mulher, na medida em que isso mostra que muito ainda há a fazer no que diz respeito à promoção dos direitos das mulheres. E, esta promoção não me parece que passe por quotas para eleições ou para o que quer que seja. É sobretudo uma questão de mentalidades e, como sabemos, essas são as mais difíceis de mudar.
Pois a mim convidaram-me para dizer (declamar) um poema.
Acho que vou escolher este, embora não tenha pretensões de o dizer como a Maria Bethânia, lembrando-me das mulheres que marcaram e marcam a minha vida:

Ladainha de Santo Amaro
Nossa Senhora mãe de Jesus,
Nossa Senhora de todos nós,
Roga por tudo que tudo é teu
Por cada coisa, por cada ser
Pelos que cantam, pelos que choram,
Pelos que te esquecem e pelos que te imploram
Santa Maria, Nossa Senhora,
Maria dos tamarineiros
Dos riachos, manguezais
Dos dendezeiros bonitos
Maria dos canaviais
Maria das fontes limpas
Maria das cachoeiras
Maria das águas claras
Que brincam por sobre os seixos
Maria do subaé
De águas tristes pesadas
Maria dos barcos, canoas
Maria dos pescadores
De velas cheias de vento
Maria das canas doces
Dos alambiques, do mel
Maria das flores e folhas
Das sementes, dos espinhos
Maria de cada casa
E de todos os caminhos
Maria de nossa infância
De toda gente
Maria de todo amor
Maria de cada igreja
De azulejos, alfaias
Redoma e lindos altares
Maria das procissões
Das festas, das romarias
Dos cânticos, da alegria
Maria de cada noite
Maria de todo dia
Das praças, coretos, cinemas
Maria dos meus amores
Dos meus sobrados tristonhos
Dos meus mais doces sonhos
Maria dos seresteiros
Dos cantadores, poetas
Maria dos sinos plangentes
Maria das torres acesas
Das palmeiras solitárias
Das pontes, moringas e rios
Maria de todo sonho
De música e harmonia
Dos prados e dos pandeiros
Das festas de fevereiro
Maria das chegadas
e também das despedidas
Maria de todas as vidas
Maria do meu passado,
Do meu futuro também,
Maria da vida toda,
Maria que eu quero bem,
Maria de escolas pobres,
De crianças sem brinquedo,
Maria do nosso medo,
Maria de analfabetos,
Maria do A B C,
Maria de Mãe Canô,
Da saudade de meu Pai,
Maria de meus irmãos,
Maria dos meus amigos
E dos amigos que perdi,
Maria das minhas filhas,
dos meus netos, meus alunos,
Maria Nossa Senhora
Mãe do menino Jesus
Rainha de toda luz
Roga por tudo
Que tudo é teu!

Mabel Velloso, para os 50 anos de Maria Bethânia

16 comentários:

aminhapele disse...

Uma belíssima escolha,meu amigo.
Um abraço.

Maria disse...

Que poema bonito! Não o conhecia, obrigada por o teres partilhado aqui.

Um abraço, Tozé

Teresa David disse...

CONCORDO PLENAMENTE COM AS SUAS PALAVRAS QUANTO AO DIA DA MULHER E OUVI COM GRANDE PRAZER A BELA VOZ DA BETÂNIA DESTA VEZ SÓ A DECLAMAR E, QUE BEM O FAZ!
BJS
TD

Gata Verde disse...

Lindo poema!

Beijinhos

Oui C'est Moi disse...

Se for chocolate quente eu aceito. :) Sou gulosa.
Bela escolha Tozé.

Tozé Franco disse...

Olá Aminhapele.
Gosto muito de ouvir poemas na voz da Maria Bethania.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Maria.
Uma bela voz, um belo poema.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Teresa.
Realmente a voz da Bethânia é um encanto.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Gata Verde.
Concordo plenamente.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Oui C'est Moi.
Beber chocolate quente a ver o filme o Chocolate é uma excelente experiência.
Um abraço.

L * E disse...

Esses dias...

Um abraço,
E.

as-nunes disse...

Viva Tozé

Como ficar indiferente ao tema da Mulher e à voz e arte de Maria Bethania!
Um grande abraço
António

Tozé Franco disse...

Olá L e E.
Para qua ndo o regresso?
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá António.
Eu tenho duas mulheres em casa, pelo que celebro a dobrar.
Um abraço.

Codinome Beija-Flor disse...

Deixou mesmo um pouco de Brasil aqui, como disse no comentário.
Há tanto de Portugal em nós também.
Abraços

Tozé Franco disse...

É essa relação Portugal/Brasil que faz de nós aquilo que somos.
Um abraço.