domingo, 24 de janeiro de 2010

O conto do vigário

Pensava eu que só caia no conto do vigário quem queria. Afinal parece que me enganei, ou talvez não.
Aconteceu que, um dia destes, um familiar meu recebeu uma carta para pagar à volta de 26€, por uma assinatura de uma revista, feita em 2006.
A seu pedido, contactei a empresa responsável pela cobrança e foi-me dito que o facto de não ter devolvido a carta recebida na altura, e que trazia um pequeno presente (uma tesoura pequenina), equivalia a ter assinado a dita edição.
Liguei, entretanto, para a editora (telefonema pago) e disseram-me que havia uma requisição assinada por essse familiar e que, como tal, tinha de pagar os 26€ ou seria levado a tribunal. Acrescentaram, ainda, que lhe enviariam uma cópia da dita requisição, o que aceitei. O que é um facto é que 3 telefonemas depois, 1 email e um número e fax e a disponibilidade para ir a Lisboa resolver pessoalmente o assunto, a dita cópia continua sem chegar, embora continuem a chegar cartas solicitanndo o pagamento sob pena de serem accionados os meios judiciais. Entretanto, já lá vão dois meses.
O meu familiar não vai pagar uma coisa que não pediu, mas é um facto que muita gente o terá feito pois ninguém quer ir a tribunal por 26€, que não dão sequer para a 1.ª consulta a um advogado, para tratar do assunto.
E assim se vai vivendo num país de chicos espertos, entretido a debater casamentos em nome de uma pretensa modernidade, numa altura em que os que tradicionalmente se casavam estão a deixar de fazê-lo.
Ainda bem que nasci português, pois há sempre um país desconhecido à nossa espera.

4 comentários:

aminhapele disse...

Pois!
É o Reino dos Fala-Barato(muitíssimo caros),mas em que o Xicoesperto chega a Duque...
Haja quem lhes pague!
A "jardinajem" é o que está a dar...
Um abraço.

Chanesco disse...

Meu caro Tozé

este é certamente mais um daqueles casos em que a vítima passa a vilão, ou seja: sujeita-se a ter de responder em tribunal acusado de vigário.

Um abraço

Clarice disse...

Muito cuidado ao abrir mensagens no celular. Clicou, aceitou participar, sem saber!
Abraços.

Fê Costta disse...

Golpista tem no mundo inteiro! No Brasil já estamos bem acostumados com isso, infelizmente!...

Abraços