sábado, 11 de julho de 2009

Santa-Clara-a-.Velha

A convite de um amigo, fui visitar o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.
Na última vez que lá tinha estado, decorriam as escavações arqueológicas que desenterraram o Mosteiro, dos 5 séculos de sedimentos que o Mondego ali foi depositando nas cheias de cada Inverno.
Ao contrário do antigo Egipto onde as cheias representavam a vida, em Coimbra as cheias sigificavam desgraça e provocaram a morte do Mosteiro. A subida das águas tornou a vida das monjas impossível, obrigando à edificação de um novo edifício num plano mais elevado.
A recuperação do espaço foi longa, mas valeu a pena. O espaço museológico, onde está exposto parte do espólio aí encontrado, está bem conseguido, os filmes apresentados são interessantes, embora a qualidade de imagem pudesse ser melhor, o Mosteiro desenterrado e em excelente estado.
Após a visita, fomos almoçar no Basófias. O almoço, apesar de bem confeccionado, não deixou grande memória, pois tratava-se de um banal lombo de porco no forno acompanhado de batatas.
As fotografias de Coimbra tiradas a partir daí falam por si. Coimbra é, na realidade, uma cidade muito fotogénica.
Terminámos o dia com uma vivita ao Museu da Água, situado no parque da cidade. Um espaço pequeno mas interessante.
Fico à espera do próximo convite.

9 comentários:

Ana Ramon disse...

Quando tenho tempo, gosto de me enfiar no carro ou no comboio e ir passear até Coimbra. Conheço muito pouco da cidade mas este blog consegue espicaçar-me a vontade de procurar locais já com um trunfo na manga que é de ter informação mesmo antes de chegar ao local.
É muito agradável visitar Coimbra através dos teus olhos e depois ir confirmar com os meus :))
Continuação de bons trabalhos
Beijinhos

Chanesco disse...

Meu caro Tozé

Como habitualmente, mais uns testemunhos a adicionar à história desta cidade, com fotos que nos transmitem o sabor da sua cultura.

Um abraço

Pitanga Doce disse...

Ver fotos de Coimbra, o Mondego, atuais ou não, já mexem comigo. Mas ver no post abaixo as Monumentais...

aminhapele disse...

Rapinei-lhe,querido amigo,duas fotos antigas do Mosteiro.
Como sabe,tenho elogiado esta obra de recuperação.
Hoje,irei publicar as fotos antigas e a actual.
Um abraço.

as-nunes disse...

Mais uma reportagem para melhor se conhecer os meandros da história de Coimbra.

Quem pode dizer que essa história não é rica e cheia de belos momentos de cultura.

Ou não estivéssemos na cidade dos Doutores, do Mondego, do cerne da Universidade Portuguesa!

Um grande abraço, Tozé

António

Professorinha disse...

Beeem, que lindo! Não sabia da existência!! Hei de visitar um dia destes!

Bjs

tulipa disse...

OLÁ TÓ ZÉ

Num comentário no meu blog deixaste escrito:
..."Em Agosto também vou..."

Quer dizer que vais fazer o mesmo "cruzeiro" que eu fiz?
Será isso ou entendi mal?

Aproveito para agradecer teres feito o teu registo como SEGUIDOR do meu blog "Momentos Perfeitos", é uma honra para mim.
MUITO OBRIGADO AMIGO.

tulipa disse...

Tristezas já chegam cá para os meus lados.

A crise bateu à minha porta ontem e uma carta p/Desemprego está aqui à espera de 2ª feira ser entregue no Centro de Emprego.
Enfim...a vida tem destas coisas!!!

Neste momento ainda me encontro em convalescença da pneumonia, por isso quase nem posso brincar c/os netos, nem passear, nem fazer arrumações e limpezas de Verão, enfim...há que ter paciência.
Atenção: não quero ser a "coitadinha" pois algumas pessoas depois de lerem que estou doente, reagem muito mal, com comentários mesmo desagradáveis.

O meu ultimo post tem a ver com o "MAU" que existe na Blogosfera, fico triste. Mas a vida é assim!

Deixo-te um beijo e votos de óptimas semanas de Verão.

Zica Cabral disse...

Coimbra!!!!!!!!! A cidade portuguesa de que eu mais gosto..........Conheço bem o COnvento de St Clara a Velha , fui la muitas vezes. Aprimeira recordação que tenho até nem foi muito feliz. Teria talvez uns 2 anos e fui com os meus Pais - que sempre fizeram turismo cultural conosco. Quando entramos estava tudo alagado e andavamos sobre umas ripas , mas via-se bem o fundo cheio de ´´agua barrenta. Eu inclinei-me de mais e ía caindo. Se não fosse o meu Pai a segurar-me.........não estava aqui a escrever este comentário.
Sempre achei lindo o convento e achava uma pena que o não recuperassem. Finalmente, brilha no seu esplendor e que bonito que está. Confesso que não sabia das obras de restauro e fico muito contente. Fui no ano passado a Coimbra mas so de raspão, , para apanhar o comboio em Coimbra B. Não tinha tempo para mais.
Obrigado por me ter trazido mais um conhecimento novo.
bjs
Zica