domingo, 21 de setembro de 2008

Especial fim-de-semana

Este está a ser um fim de semana muito especial o que me levou a interromper a "viagem" que andava a fazer. A ela voltarei na próxima postagem.

Na sexta-feira à noite, estive no concerto que marcou a conclusão do restauro do órgão de tubos da igreja de Santa Cruz que, no século XVIII, era considerado o melhor da Península Ibérica e um dos melhores da Europa.
Nesse evento participaram, além do Coro onde canto (Grupo Coral de Santa Cruz), a Capela Gregoriana Psalterium e o Ancãble, que intrepretaram várias peças de polifonia e gregoriano acompanhadas pelo magnífico órgão de Santa Cruz tocado por Monika Henking, organista Suiça, que se deslocou a Portugal para participar nesta iniciativa.
O órgão, que podemos observar do lado esquerdo de quem entra, data do século XVIII, mais propriamente de 1724, ano em que foi concluído, depois de 5 anos de construção. Foi construído pelo mestre organeiro espanhol Manuel Benito Gomes Herrera e era, no seu tempo, um dos melhores da Europa. Note-se, no entanto, que antes deste, outros existiram no mesmo sítio, sendo que algumas das suas partes foram integradas no actual, tendo sido mantidas no restauro efectuado.
O actual órgão é composto por 4 órgãos diferentes, possui 3 registos inteiros e 55 meios registos num total de 2920 tubos.
A qualidade do seu som tinha-se degradado com o tempo, mas, agora, soa como se estivessemos no século XVIII.
Vale bem a pena uma deslocação a Santa Cruz para o ouvir. Ainda neste Domingo, soou na Missa das 10 horas.
Já gora e só a título de curiosidade, nos séculos XV e XVI, S. Cruz de Coimbra deslumbrou a Europa pela qualidade da sua música, tendo compositores mundialmente famosos como D. Pedro de Cristo, que dá nome a um coro da cidade, e D. Pedro da Esperança, do qual cantámos 2 responsórios de Natal.
Há uns anos atrás, um grupo profissional inglês veio a Santa Cruz interpretar unicamente peças de D. Pedro de Cristo e o curioso é que muitas delas eram completamente desconhecidas em Portugal pois, quando foram compostas, destinavam-se, muitas vezes, a seram cantadas e tocadas apenas uma vez. Com a extinção das Ordens Religiosas, muitos dos livros da Biblioteca do Mosteiro, uma das melhores do país, acabaram no estrangeiro, daí o facto de serem peças desconhecidas em Portugal.
No Sábado foi o que se pode ver nas restantes fotografias: baptismo num voo acrobático, em tudo semelhante aos que vimos, recentemente, no Porto.
Loopings, 8 Cubano e outras manobras do género atingindo os 6G, ao memso tempo que sobrevoávamos um navio de cruzeiro enorme que saía do Tejo, deixaram-me o desejo de voltar a experimentar.
Não posso terminar sem deixar o meu agradecimento ao Nuno, piloto que me baptizou nesta aventura.
Pode ser que a próxima seja um salto de paraquedas.

19 comentários:

aminhapele disse...

Pois foi um belíssimo fim de semana.
Finalmente,o órgão voltou a ouvir-se...
Quanto ao seu baptismo em voo acrobático,é preciso alguma coragem.Já fui "participante" forçado nesse tipo de coisas e,apesar de não me ter ocorrido nenhum precalço,não é coisa que recomende.
Um abraço.

Gata Verde disse...

Mete respeito ver as acrobacias destes pilotos!

beijos

Sei que existes disse...

Deve ter sido o máximo!
Beijocas grandes

tulipa disse...

Divulgar:
Não abastecer os veículos durante o próximo sábado é a forma de luta que a associação de defesa do consumidor Deco está a promover contra o preço dos combustíveis. O protesto ocorre depois de, nas últimas semanas, as petrolíferas terem sido acusadas de não reflectirem nos preços a descida das cotações do crude.

Com a campanha
“Preços dos Combustíveis:
assim não!
Sábado 27:
não se esqueça, não abasteça”...

FIZ UM POST
SOBRE A CHEGADA DO OUTONO
NOSTALGIA é o título.

Voltarei em breve.

Nuno disse...

Andas muito radical, caro amigo!!! :) Um dia também gostava de andar num aviãozinho desses.

Um abraço,
Nuno.

Pitanga Doce disse...

Olha, pensei que tivesse entrado, atrazada, no circuito Red Bull. heheh

abraços de cá

Capriccio disse...

O Tozé sabe tantas coisas interessantes! Os seus passeios são fantásticos.
Tenho o sonho de um dia andar num desses aviões e também de saltar de paraquedas.
Abraço :)

Tozé Franco disse...

Olá Aminhapele.
Realmente foi um fim de semana bastante agitado, mas valeu a pena.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Gata Verde.
Faz mais impressão ver do que andar. Há que experimentar.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Sei Que Existes.
Realmente foi o máximo. Venha o próximo.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Tulipa.
Passei pelo seu canto brevemente.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Nuno.
Há desafios a que não consigo resistir.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Pitanga,
Agora gostaria de andar no mesmo avião sobre o Douro.
Um abraço.

Fê Costta disse...

Lindo orgão!! Aqui em Minas Gerais temos muitos como este! :)

Abraços!

Fê Costta disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Jofre de Lima Monteiro Alves disse...

Vejo que foi um fim-de-semana em cheio e variado, até mesmo emocionate! Para mim fico-me em terra, a apreciar a música do órgão, a deliciar-me com o texto de qualidade e a ver as fotografias que são excelentes. Saio de mansinho para não voar, mas ainda desejo boa semana com tudo de bom.

Tozé Franco disse...

Ol+a Capriccio.
Estamos sempre a tempo...
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Fê Costta.
Este é um órgão muito especial. Há eritos que o consideram o melhor de Portugal.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Jofre.
Obrigado pelas palavras que constituem um incentivo para continuar a escrever.
Um abraço.