quinta-feira, 22 de maio de 2008

Parque Manuel Braga


Se pudessemos recuar no tempo e aterrássemos no local onde hoje fica o Parque Manuel Braga, ficaríamos surpreendidos com o que encontraríamos. Noutros tempos tudo era diferente. Vejamos:

Em 1888, a Câmara Municipal comprou, por 11.000$00 réis, a então chamada Ínsua dos Bentos.

No início do século XX o local servia para corridas de cavalos.


Em 1923, foi criado o Parque Dr. Manuel Braga, que funcionou como uma espécie de passeio público para os conimbricenses, onde era possível ouvir música, tocada pelas banda filarmónicas que actuavam no coreto ainda hoje aí existente.

Na década de 30, a parte nascente do parque (a mais afastada da Portagem) foi transformada em campo de futebol, servindo mais tarde para aumentar o tamanho do Parque.

Foi também no Parque que, durante muitos anos, tiveram lugar as noites da Queima das Fitas, antes do aparecimento do chamado Queimódromo no Parque da Canção (Choupalinho). Aí festejei as noites das minhas Queimas.

Ao fundo, num local onde existia um laranjal, ciou-se, hámpoucos anos, um parque de estacionamento e, junto ao rio, as chamadas Docas.

Como estão diferentes os tempos e as paisagens...

32 comentários:

Oris disse...

É sempre agradável passar por aqui e ver como Coimbra, a pouco e pouco, se foi transformando.

Belas lições, do antes e do depois.

Beijitos

lurainbow disse...

O k vamos sabendo e aprendendo por aqui :))

Beijinho e obrigado pelos parabéns :)

Luís Antero disse...

caro tozé, como vai o amigo visitante das minhas foto memórias? finalmente aqui passo para lhe dar os parabéns pelo seu trabalho. gostava era de ter visto esses jogos da bola em tempos idos. do parque o que guardo mesmo são as famosas noites da queima onde vi mtos concertos memoráveis. no outro dia almocei pelas docas e gostei. havia uma família de patinhos aparentemente felizes q se passeava pelo mondego ameno e lá iam bicando uma migalha de pão aqui e outra acolá. lá q os tempos são diferentes, disso não há duvida, mas se existir poesia no ar a gente nem se dá conta... grande abraço.

Cris Moreno disse...

Que registro! Impressionante!

Beijos.

aminhapele disse...

Na álea,do lado do rio,durante muitos anos era montada a Feira do Livro.
Das recordações de miudo,lembro sempre o prazer que tinha em acompanhar meu pai.Ele ia trabalhar mas,para mim,eram noites de brincadeira.
Um abraço.

GK disse...

É um local lindíssimo e com um karma fantástico!
:)

Nuno disse...

A minha primeira Queima das Fitas (Maio de 1999) ainda foi no Parque Dr. Manuel Braga.

Um grande abraço,
Nuno.

Tozé Franco disse...

Olá Oris.
Felizmente que Coimbra se foi transformando. Infelizmente nem semre para melhor.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

OLá Lurainbow.
Bem vinda de volta à blogosfera.
Obrigado pela visita.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Luìs Antero.
Bem vindo aqui ao espaço.
Vejo que o parque também tem, para si, outro significado. Do futebol não me lembro, mas da Queima, lembro-me bem.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Cris.
por aqui vou continuando a dar conta de algumas transformações ocorridas na minha cidade.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Aminhapele.
As recordações,quando são boas, fazem-nos viver melhor.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá GK.
Quanto a ser um lugar fantástico não tenho quaisquer dúvidas.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Nuno.
Boas recordações.
Um abraço p'ra Lousã e outro para ti.

Deusa Odoya disse...

meu novo e querido Tozé Franco.
não conheço Coimbra, mas as suas fotos me fizeram viajar até lá.
muito linda .
felicidades no seu blog.
bom fim de semana com muita paz e amor em seu coração.
fique na paz.
beijos da nova amiga Regina Coeli.
te aguardo em meu cantinho.

Pitanga Doce disse...

Tozé, ainda que quisessem deixar Coimbra feia, não conseguiriam.

abraços

Professorinha disse...

Já andei por esses lados!!!

Fica bem

Gata Verde disse...

Adoro vir ao teu cantinho. Aprende-se sempre um pouco desta cidade linda!

beijos

Tozé Franco disse...

Oá Deusa Odoya.
Em 1.º lugar, obrigado pela visita.
Uma das vantagnes deste mundo virtual mé de podermos viajar sem sair de casa. Não imaginas as vezes que já "fui" ao Brasil e como me sinto encantado com os blogues que visito. De seguida irei vistar o teu.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Pitanga.
Além da beleza, Coimbra tem um encanto especial sobre quem por aqui passou.
Um abraço desde este lado do Atlântico.

Tozé Franco disse...

Olá Professorinha.
E as saudades apertam de vez em quando?
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Gata Verde.
Aprender até morrer é o meu lema. Dai gostar de vsitar os vossos blogues.
Um abraço.

Emília disse...

Andei por aqui a saborear as histórias e sabores.Um blogue acolhedor,música, imagens, memórias...tudo o que apetece. Abraço Tó Zé.

Tozé Franco disse...

Olá Emília. Bem vinda.
É bom saborear histórias e sabores. Gosto de uma boa história e de um bom petisco. Então se a história for contada à mesa, nem se fala.
Um abraço.

Oris disse...

Estive a ler os comentários e o da Pitanga deixou-me um grande sorriso. É que eu penso o mesmo....Podem modificar Coimbra para melhor ou pior, mas nunca perderá a sua identidade....

(...)
"Coimbra é uma lição
De sonho e tradição
O lente é uma canção
E a lua a faculdade
O livro é uma mulher
Só passa quem souber
E aprende-se a dizer saudade".


:))

Beijitos

Tozé Franco disse...

Olá Oris.
Coimbra será eterna...
Quanto à música nada com a a ouvir cantado pelo Louis Armstrong. Um espectáculo.
Um abraço.

Templo do Giraldo disse...

Ca estamos de novo meu amigo.

Depois de terminada a queima das fitas, e aquelas noites bem passadas, e bem regadas, estamos de regresso ao mundo activo do blogger.

Deparei que continuas aqui com o teu "sitio" bem movimentado como ja nos habituas-te.
Em breve voltarei com mais vagar para saber o que aqui se tem passado.

Um abraço.

Ana Ramon disse...

Olá amigo. Por vezes também vou passear por esses lados e gosto de estar a almoçar mesmo ao lado do rio e na sombra dessas árvores imponentes. Acredito que haja alguma tristeza por esse evoluir do tempo mas as pessoas que como eu, começaram a frequentar essa zona há poucos anos, ficam com satisfação por ver acarinhados tantos espaços alargados para o lazer em que se mantêm as árvores grandiosas do passado.
Foi pena o laranjal.. mas que se há-de fazer?...
Podes crer que em muitos lados acontece precisamente o contrário existindo apenas a preocupação de urbanizar cada metro quadrado, doa a quem doer.
Coimbra continua a ser uma cidade muito, muito linda
Beijinhos

Ana Ramon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tozé Franco disse...

Olá Templo do Giraldo.
Espero por essa visita mais demorada. A Queima já lá vai, mas novos desafios estão a surgir.
Um abraço.

Tozé Franco disse...

Olá Ana Ramon.
Obrigado pelas palavras simpáticas dirigidas a Coimbra. A zona da beira-rio está, de facto, a ficar muito bonita. Pena que outras zonas se vão degradando. Enfim, não se pode ter tudo.
Um abraço.

Professorinha disse...

Os meus meninos também andam a preparar um teatrinho... A ver ocmo sai aquilo...

Fica bem