quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Cortejos

Centenário da Sebenta (Praça 8 de Maio)Enterro do Grau

Dois dos cortejos mais curiosos ocorridos em Coimbra tiveram lugar em 1899 (Enterro da Sebenta) e em 1905 (Enterro do Grau).
Em 1899 começava a alicercar~se o que viria a ser o Cortejo da Queima das Fitas. Comemorava-se o centenário da Sebenta, essa instituição universitária, surgindo, no Cortejo, já críticas não só à Universidade, mas também à sociedade em geral.
Em 1905 a situção era outra, pois uma reforma universitária extinguira o grau de Bacharel, mantendo o de Licenciado e o de Doutor. Daí o enterro do Grau.
Não sei se com Bolonha não se podia fazer o enterro de qualquer coisa, nem que fosse do país, pois com o rumo que isto leva, outro destino não deve restar.
Só falta saber quem pagará ao cangalheiro depois do enterro pois, se for o Estado a fazê-lo, acho que o cangalheiro vai ter muito que esperar....

14 comentários:

BATUTAMAN disse...

Penso que tens razão! Deveria fazer-se o enterro de algo! Talvez das maternidades que estão a fechar em favor dos partos nas ambulâncias; Talvez dos centros de saude que estão a fechar em favor dos milhares de KM que os carros do INEM têm que percorrer para chegarem às ambulâncias e virem depois à frente a apitar já com o paciente cadaver por falta de assistência; Talvez o enterro das centenas de escolas que estão a fechar; etc,etc, etc, etc...
O problema é mesmo os "coitados" dos cangalheiros que acabariam por falir por falta de pagamento por parte do Estado :)Mais enterros, desta feita dos cangalheiros:) É uma festa pegada!
Agora lindo,lindo... é o estádio de Futebol que foi construido na Palestina para 6000 espectadores, com piso sintético e totalmente moderno (aprovado pela Fifa), pago por quem? Adivinha!!! Claro está, pago por Portugal!(ver mail que te enviei). É lindo. Não há dúvidas que nós portugueses temos geitinho é mesmo para fazer estádios :)
"Cais" crise "cais" quê!!!!
Abraço
Batutaman :)

aminhapele disse...

Uma postagem séria também pode ser divertida!
Com o Joe Coker em fundo e a falar de enterros,o "afilhado" Carlos está a esfregar as mãos de contente...
E Bolonha?
É muito longe?

al cardoso disse...

..."pois se for o Estado nao vai ter dinheiro!!!"

Comparto a sua opiniao!

Um abraco beirao.

Professorinha disse...

Com o Bolonha podíamos fazer o enterro do trabalho todos que os que se licenciaram até agora fizeram.. Afinal, vou fazer um mestrado e, com sorte, apanho colegas que estão a fazer agora a licenciatura...

A isto se chama justiça à Portuguesa...

Cristina Seabra disse...

Querido amigo
Obrigada por mais esta incursãozinha nas origens das tradições académicas cá da Lusa Atenas :-). A propósito de Bolonha, estive a actualizar o meu CV (que acho que ninguém tem paciência de ler na íntegra) e fiquei a pensar se me serviu de alguma coisa licenciar-me na FCTUC com "bom com distinção" - e confesso que o único estímulo que tenho em acabar o mestrado é o facto de ficar com mais "graduação" que os futuros licenciados...é pá, eu sei que "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades" mas doi, não doi? Entretanto se alguém quiser epreitar o meu canto e gostarem de futebol- deliciem-se com as bonitas memórias da selecção das Quinas- a de 2006! Ah,e é verdade que somos pobrezinhos, mas soube (li o discurso no site da White House!) que o nosso José Sócrates é muito amigo do George :-) Bush-o nosso PM andou a fazer jogging lá nos jardins da Casa Branca e tudo (a mim não me deixaram entrar!;-)- quem sabe não poderíamos pedir uma mãozinha ao Tio sam...? Ai vida, tanta cabecinha desperdiçada e tanto $ mal distribuído...
Beijinhos e bom fim de semana!

Chanesco disse...

O pior é se o defunto, face à recusa do cangalheiro em fazer o funeral por não havier dinheirinho à vista, tem de ser enterrado na vala comum.

Abraço raiano

crisblog disse...

Interessante essa informação, Tozé.

Beijinhos.

A música está ótima, como sempre.

redonda disse...

:)Muito bem escrito sobretudo a ironia.

mymind disse...

xi ja ha mt k ca n vinha, isto ta diferente hehe =)
sim se for o estado coitadinho do cangalheiro!! lool
boa semanita.

as-nunes disse...

Nem me fale nessas malfadadas sebentas, que eu cinheci nos anos 80. Bem as lia de fio a pavio. Como não ia às aulas, quando chegava às frequências, era sempre tramado.
Mas foram dois anos ricos como experiência de vida!
Um abraço
António

ROADRUNNER disse...

Boas! Cheguei aqui pela primeira vez e deparo-me com um blog muito interessante, com muitas histórias e boas reportagens.
Certamente voltarei com mais tempo para aprofundar.
Saudações!

Professorinha disse...

O que eu adorava os cortejos académicos! Entõa a minha turma era de loucos!! Cada carros que nós fazíamos que era uma coisa louca...

Eu adorava percorrer a cidade toda com toda Viseu a olhar para nós...

Ai saudade...

Fica bem

GK disse...

A Queima das Fitas é o cortejo dos quartanistas...Com Bolonha, os quartanistas passam a ser "caloiros" no mestrado. Ainda não se sabe o que vai acontecer a esta tradição coimbrã... Temo.

Joaquim disse...

O bom da Queima das Fitas é que a partir deste ano toda a gente vai em carros e entao sobra mais cerveja.O futuro assusta-me com o rumo que as coisas estão a tomar...
Cangalheiro?Qual cangalheiro, quando isto afundar não estará cá ninguem para fazer o enterro.
Abraço